A Lição Cármica De Quíron, O Curador Ferido

Quíron, o curador ferido e a Astrologia Cármica

Quíron, descoberto recentemente, em 1977, é um grande cometa que orbita entre Saturno e Urano. Os cientistas acreditam que Chiron é um visitante temporário, um dissidente, que veio de fora do nosso sistema solar, e acabará por sair. Os pontos de Quíron são links entre os planetas interiores do eu pessoal, e os planetas exteriores do ser coletivo e transpessoal. Quíron é a nossa ponte do conhecido para o desconhecido, do velho para o novo, da Era de Peixes para a Era de Aquário.

 

Mitologia

Mitologia revela Quiron como o arquétipo do curador ferido. Nascido metade homem, metade cavalo, era o produto de uma união entre Saturno e Philyra. Com repulsa por sua aparência, Philyra rejeitou seu filho no momento do nascimento e implorou aos deuses para levá-lo embora. Os Deuses instruíram Quiron nas artes de cura, guerra, música, na ética, astrologia, e ele tornou-se um sábio professor, mentor, curandeiro e profeta. Mais tarde na vida, Quíron foi ferido no joelho por uma seta. A ferida não cicatrizou, e ele passou o resto de sua vida em busca de uma cura. Um curador talentoso, ele era incapaz de curar a si mesmo. Como um imortal, ele não poderia ser liberado de seu ferimento. Eventualmente, Quíron encontrou a liberação de seu sofrimento, ao concordar em trocar de lugar com Prometeu, o titã, que havia sido banido para o submundo por roubar o fogo dos deuses. Chiron desistiu de sua imortalidade para conseguir a libertação da dor.

Quíron e a ferida no mapa natal

Quíron no mapa natal aponta para uma área em que a alma foi profundamente ferida no passado. A ferida de Chiron é de natureza cármica, e que a atual infância e condicionamentos precoces apenas ressoam com os padrões que já estão profundamente enraizados. A posição de Quíron é um ponto muito sensível em seu mapa astral. Ele magnetiza para si experiências que reforçam a experiência primal de dor e rejeição. Como as crianças, e continuando como adultos, recebemos mensagens de pais, irmãos, amantes, amigos e outras pessoas em nosso meio, que reforçam o ferimento inicial. Internalizando essas mensagens, o padrão torna-se mais profundo e o sofrimento maior. Por fim, procuramos a cura e alívio do sofrimento.

A posição de Quíron, por signo, casa e aspecto, vai revelar algo sobre a natureza dessa ferida na alma e aponta para formas de cura.

 

A Experiência Quíron

A experiência é um processo de Quíron. Através de seu trânsito, nos deparamos com experiências onde repetimos as velhas feridas do passado. Cada vez que estamos mergulhados em nossa área de maior dor, nos é dada outra oportunidade de liberar, e dar um passo além. Parece que precisamos experimentar a dor, para que possamos ver a necessidade de nos livrarmos dela.

Aos poucos, aprendemos a nos compreender melhor, aceitar e transmutar a dor, para usá-la de forma criativa para beneficiar os outros. Esta é a experiência de transformação da dor. Paradoxalmente, é através desta experiência de nossa própria dor, e a compaixão e conhecimento adquirido, que nos sentimos atraídos para ajudar os outros. Este é o ferido transformado em curandeiro e professor.

A transformação do um ferido em O Curandeiro e Professor

Por meio de Quíron encontramos o veículo para a expressão de um propósito mais elevado, porque é aqui que procuramos dar aos outros, ensinar e curar. Um professor ou um curador é simplesmente alguém que busca compartilhar seus conhecimentos, sabedoria, habilidades e amor ao próximo. Se Quíron está em destaque no mapa natal, é provável  que o professor / curador seja um poderoso arquétipo pessoal.

A seguir estão algumas sugestões para delimitação. O estudo e compreensão da natureza da experiência Quíron é ainda muito na fase da infância. Quando compreendemos como a energia de Quiron trabalha em nossas próprias cartas do nascimento e vida, somos capazes de ter mais compreensão de como os nossos clientes podem estar experimentando o processo de Quiron. A dor e o sofrimento são poderosas experiências pessoais, mas eles também são experiências universais. É através desta consciência de que chegamos à empatia e compartilhamos um sentimento de tristeza coletiva.

 

A Ponte da Reconciliação

Quiron é simbólico não só da ponte do arco-íris ou o Antahkarana das tradições religiosas orientais, da ponte do mais baixo para o eu superior, a partir da personalidade para a alma. Também representa a ponte de reconciliação, entre o preto e o branco, homem e mulher, do Oriente e do Ocidente. Curamos as feridas do passado, pessoais e coletivas, por meio de um processo de reconciliação interna e externa. Esse processo ocorre dentro de nós mesmos, e também entre nós e os outros, entre os indivíduos, entre as nações. Quiron, portanto, é a chave, não só para cura pessoal de cura, como para a cura global.

Cicatrização da ferida

Há muitas modalidades de cura, mas há algumas qualidades espirituais internas que possuem a verdadeira chave para curar a ferida de Quíron. O perdão é a chave para a reconciliação. Também pode ajudar a curar nossa ferida pessoal, que geralmente envolve medo, fazendo apenas aquilo que tememos. Isso exige coragem e força de vontade. Às vezes, achamos que a experiência que mais temíamos não se concretizou. Em vez disso, foram validadas por meio de experiências de amor e aceitação. E todos nós sabemos que o amor é o maior curador de todos.

Algumas ideias para Cura

Quíron em Áries

A ferida está na noção de Eu. Estas pessoas sentem falta de uma identidade própria, e por isso tendem a sentir pena de si próprias sempre que algo lhes causa sofrimento. No centro desta ferida está o modo como cada pessoa é capaz de se sentir realizado com aquilo que é, por dentro e por fora. Não serão capazes de ajudar os outros enquanto não fizerem as pazes consigo próprios. Em vez de deambularem em dúvidas, castigando-se pelo que não são, devem aprender a aceitar o que são.

Ao reconhecerem os seus pontos fortes, adquirem a paz de espírito que lhes permite dar aos outros aquilo que aprenderam com a sua própria dor. Essa dádiva terá como principais alvos aqueles que sofrem com questões de auto-estima, como desordens alimentares e auto-mutilação.

 

Quíron em Touro

A ferida está na noção de valor próprio, na negligência, na sensação de que nunca se tem o suficiente. Estas pessoas sentem-se enfraquecidas por uma permanente sensação de abandono. No centro desta ferida está a necessidade de segurança e de prazer sensorial. Touro tem tudo a ver com auto-satisfação, mas com Quíron em Touro nunca se está realmente satisfeito. Em vez de se concentrarem naquilo que não têm, estas pessoas devem aprender a apreciar aquilo que têm.

Ao valorizarem o que já possuem (relações pessoais, bens materiais, etc), tornam-se capazes de lidar com a falta de recursos de pessoas a quem faltam bens materiais e/ou afeto.

Quíron em Gêmeos

A ferida está no duvidar das próprias capacidades mentais. Estas pessoas estão permanentemente à procura de novos conhecimentos, e sentem-se ameaçadas por quem demonstre algum talento especial para as palavras ou as ideias. No centro desta ferida está a necessidade de ser ouvido e compreendido.

Com Quíron em Gêmeos, é como se nunca se fosse escutado, ou se cada ideia expressa fosse ser ridicularizada. Em vez de se sentirem ignorantes pelo que não sabem, estas pessoas devem aproveitar ao máximo aquilo que sabem, valorizando os seus talentos e instintos naturais para se abrirem ao mundo a partilharem aquilo que aprenderam com a sua própria experiência. Essa partilha será especialmente útil no auxílio a pessoas com dificuldades de aprendizagem, ou que por alguma razão duvidem das suas capacidades intelectuais.

Quíron em Câncer

A ferida está na falta de amor. Estas pessoas sentem-se indignas de ser amadas, e são capazes de dar o melhor de si aos outros, sacrificando-se, para evitar sentir a dor quirônica.

Com Quíron em Câncer, a necessidade de acarinhar, construir um lar e procurar segurança é totalmente projetada nos outros. Em vez de darem todo o seu amor às pessoas que os rodeiam, estas pessoas devem antes de mais aprender a amarem-se a si próprios. Isso lhes permitirá abrirem-se ao mundo e assim distribuir o seu imenso amor pelos outros de um modo mais equilibrado e saudável.

Quíron em Leão

A ferida está na restrição da própria expressão. Estas pessoas não acreditam nos seus próprios talentos, e sentem que nunca têm oportunidade de brilhar.

Com Quíron em Leão, a falta de reconhecimento pelas próprias qualidades causa frustração e desencadeia a repressão do seu potencial criativo. Em vez de sentirem pena de si próprios por aquilo que ainda não realizaram, estas pessoas devem aprender a expressar os talentos que já possuem. Que importa se não são o Nobel da Literatura quando escrevem os seus pensamentos num diário pessoal? Que importa se não recebem um Óscar quando realizam filmes caseiros para divertir a família? Quando aprenderem a valorizar os talentos que já possuem, tornam-se capazes de partilhar com o mundo essa preciosa experiência, sobretudo em atividades relacionadas com expressão dramática.

Quíron em Virgem

A ferida está no reconhecimento da própria imperfeição. Estas pessoas não conseguem livrar-se da sensação de que alguma coisa está errada, como se estivessem incompletas, ou lhes faltasse qualquer coisa essencial à sua saúde e bem-estar. Em muitos casos, isso pode manifestar-se como hipocondria, não só no sentido físico, mas num sentido emocional e espiritual mais abrangente.

Com Quíron em Virgem, a constante preocupação e autocrítica centram todas as atenções nos pequenos defeitos, ignorando as subtis alegrias da vida. Em vez de se centrarem nas suas imperfeições, estas pessoas devem compreender o quanto podem aprender sobre a sua própria cura com essas mesmas imperfeições. Esta posição de Quíron incentiva a ajuda a pessoas com problemas mentais, e uma abordagem realista de qualquer prática terapêutica.

Quíron em Libra

A ferida está na dependência e idealismo do amor. Estas pessoas tendem a relacionar-se de formar obsessiva, tornando-se excessivamente dependentes do outro e/ou quebrando laços afetivos sempre que o outro não cumpre com as suas elevadíssimas expectativas.

Com Quíron em Libra, é exigido demasiado do outro, o que acaba por gerar sucessivas desilusões. Em vez de esperar harmonia e perfeição em todos os seus relacionamentos, estas pessoas devem compreender que o conflito pode gerar mais intimidade do que qualquer “amor cor-de-rosa”. Se aprenderem a ser mais independentes, poderão construir relacionamentos mais equilibrados e saudáveis, e auxiliar todos aqueles que se encontrem em situação de co-dependência.

Quíron em Escorpião

A ferida está no medo. Estas pessoas preocupam-se incessantemente com a eventual perda irreparável daquilo que têm: bens materiais, entes queridos, uma parte da alma ou a própria vida.

Com Quíron em Escorpião, a vida é encarada com permanente preocupação e reserva, por receio de que qualquer momento de alegria possa ser rapidamente ensombrado por uma perda. Estas pessoas devem compreender que perder faz parte da vida, e pode ensinar lições muito valiosas. Aceitar sem medo o que a vida proporciona de “bom” e de “mau” ajudá-los-à a partilhar com o mundo as suas experiências, que serão especialmente úteis para outras pessoas em período de luto ou com dificuldades em gerir o stress.

 

Quíron em Sagitário

A ferida está na sensação de aprisionamento. Estas pessoas sentem-se destinadas a grandes feitos – aventura, perigo, aquisição de sabedoria – mas sentem-se injustamente aprisionadas na sua vida quotidiana, ou num corpo que não lhes permite atividades demasiado vigorosas. Com Quíron em Sagitário, a necessidade de liberdade nunca é satisfeita, acabando por gerar um profundo descontentamento com as circunstâncias da vida que não permite reconhecer a sabedoria das outras pessoas. Em vez de se revoltarem contra o seu destino, estas pessoas devem aprender a encontrar a sabedoria e a expansividade dentro de si próprias e das suas circunstâncias atuais. Com isso abrir-se-ão à oportunidade de partilhar conhecimentos com os outros.

Quíron em Capricórnio

A ferida está na falta de reconhecimento e compreensão. Estas pessoas sentem que se esforçam mais, trabalham mais, tomam melhores decisões e expressam-se com maior eficiência, mas que tudo isso é ignorado pelos outros.

Com Quíron em Capricórnio, a necessidade de satisfazer as próprias ambições subindo cada vez mais alto impede o usufruto daquilo que já foi conquistado. Em vez de procurar constante validação pública pelo seu status e sucesso, estas pessoas devem aprender a reconhecer o valor daquilo que já construíram, e nisso encontrar uma autossatisfação que ultrapassa em muito qualquer elogio, aumento ou recompensa pública. Com isso poderão ajudar outras pessoas a concretizar o seu potencial, através de aconselhamento profissional e avaliação de competências.

Quíron em Aquário

A ferida está no isolamento social. Estas pessoas nunca se sentem realmente integradas num grupo, por mais que o tentem. Sentem-se sempre postas de parte.

Com Quíron em Aquário, a sensação de ser o “outsider” excêntrico é permanente, e para evitar essa sensação de não-pertencimento pode adotar-se o comportamento oposto, de isolamento voluntário. Em vez de fingirem ser aquilo que não são, estas pessoas devem ser espontâneas e acarinhar a sua própria excentricidade. Quando aprenderem que podem individualmente ter um impacto positivo no todo e fazer a diferença, tornam-se capazes de ajudar em causas relacionadas com a expressão da individualidade e a defesa dos direitos humanos.

Quíron em Peixes

A ferida está na perda da fé. Estas pessoas experimentaram uma grande desilusão nas suas vidas, que as fez perder a fé e as tornou mais amargas, fechando-lhes o coração para evitar futuros dissabores.

Com Quíron em Peixes, a desilusão e a traição dificultam a ligação ao Universo, favorecendo o cinismo, a desconfiança e a frieza. Em vez de negarem aquilo em que realmente acreditam, estas pessoas devem compreender que tudo tem a sua razão de ser e de acontecer. Quando interiorizarem o fato de que nenhum sofrimento é em vão, e que perder a fé momentaneamente pode de facto enriquecer essa mesma fé no longo prazo, tornam-se capazes de oferecer ao mundo essa extraordinária lição, sobretudo em grupos dedicados a causas espirituais ou ecologistas.

Se você deseja conhecer mais sobre seu carma, aprofundar em seu auto conhecimento, para curar suas feridas interiores, solicite seu mapa cármico em http://wp.me/P37XL5-aC

MAPA CARMICO COM DESCONTO

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s