Júpiter Volta Ao Movimento Direto

jupiter em movimento direto

Desde novembro de 2013 passamos pela fase de Júpiter em movimento retrógrado no signo de Câncer, em sua exaltação. Júpiter está relacionado, do ponto de vista do simbolismo astrológico, à sabedoria,  Filosofia,  Ética. A justiça e a base sobre a qual ela se assenta. Os nossos sistemas de crenças e nosso senso de liberdade. E, por associação com Sagitário, seu signo de regência, a busca pelo transcendente e a mestria espiritual.

Júpiter retrógrado é mais espiritual e filosófico por isso, desde novembro vivemos um tempo para explorar filosofias, e a espiritualidade.

Devido à abordagem espiritual para este trânsito de Júpiter , não foi um tempo para iniciar as atividades materiais. Você pode ter vivido alguns contratempos com relação a recebimentos, atrasos e outras coisas do tipo.

Hoje, dia 06 de março, Júpiter retoma seu movimento direto em Câncer, mas ainda em oposição a Plutão até o dia 25 de maio. Durante este período poderemos ainda sentir nossos valores sendo questionados, e uma coisa que se impõe é a necessidade de aceitação das mudanças.

De acordo com estudiosos das doenças terminais, existem alguns estágios pelos quais os paciente terminais passam: a negação, a cólera, a barganha, a depressão e a aceitação, onde reconciliando-se com a possibilidade da morte iminente, ele aceita a doença e escolhe viver seus últimos dias em paz.

Na Astrologia, quando estudamos os processos de transformação pessoal percebemos algo semelhante. A maior parte de nós abomina a ideia de perder, ou de se desligar de qualquer coisa à qual estejamos ligados, mesmo aquelas coisas que sabemos prejudiciais, mas que, pela força do hábito, mantemos.

Nutrimos e alimentamos um medo especial por perder aquelas coisas que representam o nosso senso de identidade: relacionamentos, empregos, salários, ideais, conceitos religiosos, etc.

E muitas vezes, diante da mudança inevitável (= morte do ego), reagimos exatamente como os pacientes terminais, passando pelos 4 estágios até que finalmente, aceitamos a mudança e somente a partir daí, podemos agir para criar o destino que desejamos e merecemos. A oposição entre Júpiter e Plutão (e todas as suas configurações correlatas) é um poderoso indicativo de que o Cosmos nos dá a chance de compreender a mudança e seus porquês, seja pela consciência, seja pela dor. Não necessariamente o desenvolvimento se dá pela dor. Isso só acontece quando teimamos em não tomar consciência da necessidade de mudança. Daí surge a crise e a dor que faz aprender.

A oposição se dá com Plutão a treze graus de Capricórnio e Júpiter a dez graus de Câncer. Se você já tem o seu mapa astrológico, observe que casas do seu mapa são tocadas por esses dois pontos e você terá uma indicação das áreas da vida onde você pode vir a passar por testes de vida que lhe trarão consciência e aprendizado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s